A morte

Mais um deixa o convívio. Aliás, uma. Tia meio distante, com quem tive pouco contato. Mas sou fã dos primos (também distantes, também pouco contato). Enfins, coisas que fazem parte da vida. O enterro acontece amanhã cedo, em Santos. Não faz dois anos enterramos o marido dela, meu tio, no mesmo cemitério. Até têm um certo encanto as histórias de casais que não sobrevivem à morte. Chamam à cena o velho amor romântico, que já morreu – mas ainda não foi enterrado.
Este aqui é pra dizer do sentimento de ver carne virar só carne mesmo. Não mais Marilena, não mais tia. De ficar ao lado de um quase desconhecido, com quem tenho um laço de sangue, e ver ele se emocionar e quase se deixar tomar pela perda – até as tias chegarem perto e ele perder a tenue aliança que estávamos construindo à beira da mesa de aço. De ver a tia – que era mulher linda, que envelheceu bem – amarelo cera, rosto e mãos tão inchados, pura carne após a morte por câncer.
A meu lado, a dor da minha mãe – eu imagino, pela amiga, pela contra-parente, pela família que já não é mais dela. Coisas do contemporâneo: a minha mãe não faz mais parte daquela família.
Ver pulsos e impulsos nos vivos da família – as hesitações, a espera sem velório, não saber o que fazer sem o ritual, as primas, o primo que agora ficou órfão de pai e mãe. Lembrei do tio, em outra mesa de aço. Amanhã a esta hora, os dois peregrinos vão estar de novo lado a lado.

i’m back


O inverno não foi longo nem tenebroso. A vida seguiu, pública, lá no Ladybug Brasil – que vai ganhar domínio próprio e outras funções nas próximas semanas.
Continuei a fotografar – não tão inspirada nem tão frequentemente.
Continuei a estudar AE – já estou inscrita no Seminário Light, que começa no próximo fim de semana e voltei ao grupo do Corporificando.
Continuei webbando – Laboratório do Processo Formativo em andamento, Almeida Leite assinou com a Conectiva; site da Conectiva quase, quase (preciso me disciplinar e terminar este também)
Os amigos, este tesouro, continuam por aqui, mesmo quando vão para o Canadá ou estão lá em Seattle, WA.
Estou adorando a experiência do Twitter. Sigo meus amigos pela vida, posso lhes contar o que a vida apronta aqui. Divertido.
Estou de volta à terapia. O nome dela é Rebeca. Acho que nossos caminhos já se engrenaram – pelos efeitos em mim. Voltei a sonhar, a pausar e refletir muito sobre a vida. Já caminho pelo quebra-cabeças de outro jeito.

Sensibilidade

Ao longo dos anos aprendi a aprender: ver e ouvir, tatear minhas medidas, viver meus mutantes tamanhos, pressentir meus movimentos mais profundos, navegar minhas próprias ondas.
E, finalmente, pude fazer, cada vez mais, os tais bons encontros. Nos bits, nas carnes, nos textos. Hoje ganhei um arranhão e um presente. Veio de uma gata selvagem que costuma fazê-lo – e por quem, pasma, descubro sentir compaixão, ternura, amizade. O carinho veio de um sorriso que só conheço na web e que reconhece, sem medo e de coração aberto, meu esforço para criar um outro lugar de comunicar. E este simples elogio, que reconhece minha intenção primeira – ativar emoções e mentes, avivar o leitor, acordá-lo para o vivo em si – pesca dentro de mim novas realidades.
De que serve sensibilidade diante dos brutos? A brutalidade, meus caros e caras, se disfarça em atitudes gentis e educadas, em namastês à frente do coração e em dedos que apontam erros.
Não há juízo de valor aqui, entendam. A brutalidade tem a sua função na vida – caso contrário, tenho certeza, não existiria. Ela faz par com o belo e o doce, compaixão e ternura.
E ao encerrar o dia, me satisfaço com realizações e erros. Viva!

Significados do Dicionário Duden

Sempre fui péssima em alemão. Guturais não combinam com a minha garganta.
A surpresa da semana foi o romance A menina que roubava livros, de Markus Zusak. Várias falas me tocaram com o calor que só a morte tem. Alguns precisam de registro aqui:

Significado no. 1:
Zufreidenheit – Felicidade
Proveniente de feliz – que goza de
prazer e contentamento.
Vocábulos correlatos: júbilo, alegria,
sentir-se afortunado ou próspero

Significado no. 2:
Verzeihung – Perdão
Parar de sentir raiva, animosidade ou ressentimento.
vocábulos correlatos: absolvição, indulto, clemência.

Significado no. 3:
Angst – Medo
Emoção desagradável, amiúde intensa, causada pelo
pressentimento ou pelo reconhecimento do perigo.
Vocábulos correlatos: terror, pavor, pânico, susto, sobressalto.

Significado no. 4
Wort – Palavra
Unidade significativa de linguagem/promessa/
breve comentário, afirmação ou conversa.
Vocábulos correlatos: termo, nome, expressão

Significado no. 5
Gelegenheit – Oportunidade
Chance de avanço ou progresso.
Vocábulos correlatos: perspectiva, abertura, ensejo.

Significado no.6
Elend – Desgraça
Grande sofrimento, infelicidade e aflição.
Vocábulos correlatos: angústia, tormento,
desespero, miséria, desolação

Significado no. 7
Schweigen – Silêncio
Ausência de som ou ruído
Vocábulos correlatos: quietude, calma, paz.
(… silêncio não era quietude, nem calma, e não era paz)

Significado no. 8
Nachtrauern – Lamentar
Sentir uma tristeza carregada de saudade,
desapontamento ou luto.
Vocábulos correlatos: penalizar-se,
arrepender-se, prantear, contristar-se